terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Acima dos governos

Nem sei por onde começar, confesso. Tal a monstruosidade em que vivemos.

No mundo em que vivemos e acima dos governos nacionais, uns eleitos, outros não e mais alguns forjados. Importante é que a grande maior parte são uma tremenda mentira. Mentira em que você acredita, e pior, defende como verdade. Como uma espécie de normalidade, e que não há alternativa, perante realidades normais. Como o espectro que abarca o pensamento, assume-se como verdade. Sair deste pensamento padronizado é uma aventura no desconhecido e o passar as fronteiras do establishment.

Até...

Perder o emprego que dava como garantido, a execução de uma hipoteca imobiliária, o simplesmente não conseguir pagar a dívida do cartão de crédito ou a morte de um familiar.

Hoje em dia , para pensar, friso Pensar, a consciência quase que precisa de um arresto mental impactante de forma a abrir os "olhos". Seja o Terceiro Olho (chakra) ou o Olho Grande (cadomblé, makumba). A maior parte continua a abrir o Olho do Cú.
A verdade está aí. Ridicularizada e caída no descrédito geral. Aponte como demagogia, às vezes pode ser, teorias do tipo banda-desenhada ou na medida em que lhe enche as medidas pensénicas. Acredite no que você quiser e refute, refute até fazer sangue com as cabeçadas que der na parede, são modos de aprendizagem relevantes.

O governo real do mundo, nos dias de hoje, é efectuado por empresários e industriais que se organizaram em grupos e organizações. Fazem e desfazem guerras, promovem e despromovem governos, brincam com a saúde física e mental de populações carentes de remédio.
Após a Guerra Fria, deixou de haver contra-ponto na balança relacional. A partir daí agudizou-se o torcionismo encantado. Agora é à vontade.
Constata-se que o sistema financeiro mundial, esteve entregue aos gatunos. Gatunagem da pior espécie. Não embarque em lágrimas de crocodilo. O ladrão quando é apanhado é o maior profissional a fazer-se de vítima. É transversal a toda a cadeia alimentar. Veja-se os casos nacionais; João Rendeiro, Vale e Azevedo, Paulo Pedroso, Carlos Cruz, Jardim Gonçalves e muitos outros. A lista quase que tende para o infinito na variante de estudo de Cálculo Infinitesimal. Disciplina que passei com distinção dispensando o exame final. Só que não acabei o curso.
Estas organizações trans-nacionais que já dominam grande parte do planeta e auguram o domínio total, têm nomes. Os orquestradores têm nomes, como se de uma família global pertence-se-mos.
Clube Bildenberg, Maçonarias em geral, Opus Dei, Máfias piramidais e outras secretices doentias. Apanágios de infâncias mal-crescidas que degeneraram em insanidades labiais disformes e rectus cagalis em forma Abre-te Sesámo.
Estes seres tais como; Henry Kissinger (secretário-geral), Sua Majestade a Rainha Beatrix (Rainha da Holanda), Franco Bernabé (Vice-Presidente, Rothschild Europe), Anders Borg (Ministro das Finanças - Suécia), Oscar Bronner (Der Standard, editor - Áustria), Juan Luis Cebrián (administrador executivo - Grupo Prisa media group, Espanha), Etienne Davignon (Vice-Presidente Suez-Tractebel), George A. David (Presidente Coca-Cola HBC SA), Francisco Pinto Balsemão (real herdeiro do trono luso, Impresa SGPS), Paul A. Gigot (editor da página editorial, Wall Street Journal), Jordan Vernon (financista da camarilha), Jessica T. Mathews (Presidente Carnegie Endowment for Internacional Peace), Zorze (Portuga, que auspicia o desenvolvimento da espécie) e tantos outros. Outros que não sabem o que andavam ali a fazer, tais como; José Sócrates, Durão Barroso, António Guterres, Rui Rio, António Costa e Santana Lopes. Estes últimos como veados que davam os olhos, como presas.
O mundo és do Diablo, dizem. Se calhar até é, digo eu inocentemente.

Não estamos muito longe da vivência da selva, apesar da tecnologia que ilude o desenvolvimento da Humanidade, nos princípios, estamos iguais. Bem sei, que já não trepamos árvores nem saltamos de galho em galho. Mas a Lei do mais forte continua a imperar. A inteligência que alcançá-mos ainda não é suficiente para quebrar instintos primários, como; egoísmo, altruísmo e doenças mentais altamente patológicas. A evolução é uma luta. Nascemos para isso. Verdade insofismável do jeitosinho do 5º Direito.

Existem aventureiros ridicularizados, por esta máquina holo-pensénica, centrífuga, que cerca e seca tudo à volta.
- Rui Mateus (Contos Proibidos - Memórias de um PS «seita diabólica» desconhecido) clique aqui para download.
- Kevin Trudeau (Curas Naturais - Que "eles" não querem que você saiba).
- Daniel Estulin (Toda a Verdade sobre - O Clube Bilderberg) ed. Europa-América.

Haveria muito mais para dizer, fica para outras expertizes deviónicas.
Não acredite em nada no que lê, tenha as suas experiências. A melhor técnica de desinformação é na tonelagem de informação oferecida para si. Os extra-terrestres existem, o status-quo esconde algo, por achar que você não é inteligente o suficiente para perceber.



Publicado em simultâneo no Cheira-me a Revolução!

8 comentários:

Camolas disse...

Estou contigo meu caro Zorze:

Experimentemos, testemos, busquemos o nosso próprio caminho.

Vanguarda no pensamento, na reflexão faz muita falta ao mundo actual, a caixinha cinzenta pôs-nos todos a pensar da mesma forma, deixá-mos de ouvir ao voz do Infinito devido ao barulho que emitimos continuamente.

Theodoro Bilderberg disse...

Excelente artigo! Agora vamos lá ver se o HAARP vem ao de cima, pois se esse projecto for mesmo para ler mentes talvez só se safem os gurus indianos, ou mesmo os extrafisicos, que consigam enganar esses tipos, disfarçando as ondas cerebrais. Para essas entidades terem tanta sede de dominio só pode significar que se sentem inseguras, não é? Qual ou quais serão os seus pontos fracos?
Ora toca lá a investigar, e não a perder tempo com politiquices pós abrilistas!!!

casadegentedoida disse...

Gostei do texto, principalmente do termo "rectus cagalis" que acho que define muitos dos tipos aqui mencionados. Somos como os fiéis "carneiros", levados em rebanho a caminho do matadouro. As vezes pergunto-me como é possivel tamanha impunidade? mas depois vejo que no final as contas serão feitas e receberão o castigo que merecem, seja nesta ou noutra encarnação. "A Vingança Divina".
Abraços

Pata Negra disse...

Gostei do texto! Não somos impotentes, nem castrados, nem eunucos! Está ao nosso alcance gerar espíritos críticos, basta que façamos a revolução de porta a porta, nas conversas em família, no emprego, no café, na paragem do autocarro, na praia ou na quinta...
Pra já a ordem é: Sócrates para o diabo que o parta!
Um abraço extra físico

poesianopopular disse...

Zorze
Tens razão companheiro, é preciso é urgente pôr as pessoas a pensar, a agir, no fundo a construir a democracia, condição básica para a vivência digna da humanidade, (ninguem precisa de ninguem e todos precisamos de todos).
Bom post companheiro
Abraço

Diogo disse...

Vivemos de facto numa grande ilusão dominada pela grande finança e disseminada por um monopólio mediático.

Tito Esteves disse...

E mesmo assim, sociedades secretas sáo mais do que alguma vez saberemos... Livros como esses só saó publicados para contribuirem para a desinformação até porque, convenhamos, se fosse algo de verdadeiramente perigoso "eles" nunca deixariam que se publicasse...

superior disse...

hermes birkin bag
hermes birkin
hermes bag
hermes handbags
gucci handbags