terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Experiências como forma de aprendizagem

Aprendi... que ninguém é perfeito
enquanto não te apaixonas.

Aprendi... que a vida é dura
mas eu sou mais que ela!

Aprendi... que as oportunidades nunca se perdem
aquelas que desperdiçadas... alguém as aproveita.

Aprendi... que quando te importas com rancores e amarguras
a felicidade vai para outra parte.

Aprendi... que devemos sempre dar palavras boas
porque amanhã nunca se sabe as que temos de ouvir.

Aprendi... que um sorriso é uma maneira económica
de melhorar o teu aspecto.

Aprendi... que não posso escolher como me sinto
mas posso sempre fazer alguma coisa.

Aprendi... que quando o teu filho recém-nascido segura o teu dedo na sua mão
tem-te preso para toda a vida.

Aprendi... que todos querem viver no cimo da montanha
mas toda a felicidade está durante a subida.

Aprendi... que temos que gozar da viagem
e não apenas de pensar na chegada.

Aprendi... que o melhor é dar conselhos só em duas circunstâncias
quando são pedidos
e quando deles depende a vida.

Aprendi... que quanto menos tempo se desperdiça
mais coisas posso fazer.

Autor desconhecido
(pela sua beleza e pertinácia consciencial é de ler com atenção e reflectir)


8 comentários:

kadafi disse...

Zorze, vou reflectir acompanhado duma boa contemplação !!!

Abraço!

Ana Camarra disse...

Zorze

Eu ando a aprender que todas as experiências são boas, até as más, o que não me destroi consegue fortalecer-me.

Beijos

Camolas disse...

Eu aprendi que o trabalho "não interessa nem ao menino jesus".
Belo documentário!!!

poesianopopular disse...

Zorze
...E não é que; aprendeste muito bem!
Gostei
Um abraço companheiro

Marreta disse...

Tudo coisas que se aprendem com a experiência. Mas não só de coisas positivas se constitui o processo qualitativo de aprendizagem, as negativas, tal e qual como as positivas são na mesma medida importantes.

Saudações do Marreta.

Pata Negra disse...

Eu aprender até aprendo, o pior é esta maldira falta de memória que me veio com a idade! Burro velho não aprende!
Um abraço mais porco do que burro - híbrido

casadegentedoida disse...

Onde é que já vi esse texto? É simples e ao mesmo tempo profundo. É necessário ter a consciência desperta para podermos desfrutar das suas palavras.
Fica Bem.

Soontir Fel disse...

Muito bom, Sr. Zorze... Agora tenho de me lembrar disso a toda a hora, senão corto os pulsos...