sábado, 23 de abril de 2011

Pontos de equilíbrio


O equilíbrio pode ser muita coisa, mas é onde existe sempre um ponto de equilíbrio. Pode ser; estático, gráfico, de postura, espacial, de poder, químico ou térmico. Matematicamente traduzido numa equação diferencial, pode tomar a seguinte forma:

Na teoria das equações diferenciais o ponto \tilde \mathbf{x}\in \mathbb{R}^n é um ponto de equilíbrio para a equação diferencial se:
\frac{d\mathbf{x}}{dt} = \mathbf{f}(t,\mathbf{x})

se \mathbf{f}(t,\tilde\mathbf{x})=0 para todo t\,\!.

Analogamente na teoria dos sistema dinâmicos um ponto {\bar x} é dito de equilíbrio se uma vez que o sistema se encontrar em tal ponto, nele permanecerá. Ou seja:

\mathbf{x}(0)=\mathbf{\bar{x}};\mathbf{x}(t)=\mathbf{\bar{x}};\forall t\ge 0 Essa definição é valida seja no caso contínuo, seja no caso discreto.

(in wikipédia)

Por outro lado, o equilíbrio mental, que depende da vontade de cada um, torna-se de certa forma o mais complexo, seja por verificação, seja pela capacidade de avaliação de um indivíduo sobre o outro.

Num dia só, um mesmo indivíduo, pode passar de estados de elevada euforia, a condições de profundíssima depressão, às vezes numa tarde ou numa noite, até na mesma hora, pode ir aos píncaros, e depois, até às profundezas dos pensamentos obsessivos fechados em circuito interno, onde se consome vorazmente.

Tomando a via evolutiva como objectivo comum, encontrar os pontos de equilíbrio da mente pode ser o nosso Santo Graal. Quanto mais tempo existirmos em serenidade vivificada, controlando todos os factores externos que possam influenciar reacções precipitadas e por essa via gerir o nosso próprio controle. O domínio não está fora de nós, mas dentro de nós.

"Fugir da morte pode-se tornar num modo de fugir à vida". José Saramago

O vídeo em baixo é uma simbiose de tudo isto representado num exercício de pura gestão de força, harmonia, equilíbrio e de muito treino. Sublime...


2 comentários:

Aldo Luiz disse...

Outra poesia... O sublime equilíbrio está no zero? A permanência no "agora"? Abraço.

Red Eagle disse...

Saudações Chaladas