sábado, 9 de abril de 2011

Espectro


O espectro político que sobressai aos olhos das pessoas em geral, se apresenta numa variada gama de tonalidades cinzentas, ou seja, o resultado final é o mesmo, cinzento, com a particularidade dos vários tons, para que se tenha a ideia de escolha, ao contrário dos totalitarismos puros e duros. Assim com uma variada gama de cinzentos as pessoas perdem-se em discussões estéreis, gritam e barafustam, dessa forma, deitam-se mais descansadas, porque optaram pelo cinzento mais escuro ou pelo cinzento mais claro.Têm a consciência que tomaram uma opção, daí sentem-se válidas e ficam com a ilusão de que têm o futuro nas suas mãos.

Ora o que acontece na realidade, é que os futuros destas massas enormes, já estão nas mãos de um "piqueno" grupo de malfeitores, que se acham os maiores, os iluminados e os visionários. O controle de tanta coisa, dá-lhes para pensar assim.
Em Portugal, pululam nas festas do jet-set as filhas legítimas (já as houve ilegítimas, contempladas em códigos civis de outrora), as sobrinhas, as afilhadas e as primas que se distinguem por "piquenas" em vez de pequenas.

Dizer "piqueno" em vez de pequeno, funciona quase como uma espécie de código identificativo.
Portugal, está na mão destes assalariados de topo que representam os tais "piquenos" grupos que mandam efectivamente, em certas zonas do globo, através do financiamento, depois de criarem a necessidade dele. Em semelhança, como os traficantes de droga, primeiro criam o vício e depois de os terem na mão, manobram os seus clientes a seu bel prazer.
Portugal já está viciado, a fraca gestão política, dos nossos governantes das últimas três décadas, sempre com o olho nas próximas eleições, entregaram este país de mão beijada aos grandes galifões internacionais.
Vejam-se os actuais carapaus de corrida, José Sócrates e Passos Coelho a acusarem-se mutuamente de quem é a culpa da vinda do FMI. Em boa verdade, a campanha eleitoral que já estamos a assistir, em grande parte é inútil. Pois a grande massa dos portugueses que por vários factores de ordem, ainda não tomaram consciência do que passa, vão escolher ordeiramente e em filinha indiana o assessor do verdadeiro governo que vamos ter em Portugal. O assessor dos 80 mil milhões de euros.

O real ministério das finanças português, vai passar a ter sede, num quarto de hotel, talvez no Tivoli ou no Ritz, onde se instalará uma equipa do FMI a determinar o que se paga e o que não se paga.
Como nestas coisas, é difícil separar o trigo do joio, o mexilhão é quem vai se lixar.
Estamos entregues à bicharada e ainda por cima impune!

Por isso é sempre de relembrar, que existem vários tipos de espectros, todos eles com as suas complexas minundências; o político, o matemático o físico, o electromagnético e o sonoro.
Mas o espectro biológico, não deixa de ser a nossa matriz existencial.

A vida está organizada em níveis de organização onde as populações são apenas um desses níveis dentro da organização existente no espectro biológico;
* As moléculas orgânicas mais complexas se organizam em organelas vivas.
* As organelas vivas se organizam em células vivas.
* As células vivas se organizam em tecidos vivos.
* Os tecidos vivos se organizam em órgãos vivos.
* Os órgãos vivos se organizam em sistemas de órgãos vivos.
* Os sistemas de órgãos vivos se organizam em organismo vivo.
* Os organismos vivos se organizam em populações vivas.
* As populações vivas se organizam em comunidades vivas.
* As comunidades vivas se organizam num ecossistema vivo.
* Os ecossistemas vivos se organizam num bioma vivo.
* Os biomas vivos se organizam num biócoro vivo.
* Os biócoros vivos se organizam num biociclo vivo.
* Os biociclos vivos se organizam numa biosfera viva.
* As biosferas vivas se organizam num Cosmo vivo.

They are watching you! Pois você é importante para eles. E eles sem nós, não são nada!



Rockwell - Somebody's watching me

3 comentários:

Soontir Fel disse...

O único espectro que parece ser garantidamente negro é mesmo o da morte anunciada da estabilidade e das certezas que tinahmos até há bem pouco tempo...
Qualidade de vida, direitos laborais, saúde maioritariamente gratuita, educação estatal, uma sociedade para as pessoas.
Tudo vai acabar - e tudo vai ficar na mesma - um paradoxo?
Só para quem vai sofrer com isto, os outros riem-se, virados para a parede...

Aldo Luiz disse...

Parabéns! Muito bom este espectro de cinzas. Em pintura chamam de "valores" quando não se consegue a tom da cor pura. É a "cor" do labirinto do nada em que nos confinaram. Alguns chamam-me lunático, pois escrevo insistentemente sobre este permanente golpe contra a humanidade e o mundo que eles querem...

"O mundo já está preparado para se submeter a um governo mundial. A soberania supranacional de uma elite de intelectuais e de banqueiros mundiais, seguramente é preferível à autodeterminação nacional."
David Rockfeller 1991.

Quem sou eu? Quem somos nós? Quem são eles? Quem são "eles" que permanentemente nos querem divididos, fracionados, mentalmente desagregados no todo e tudo sempre belicosa e fratricidamente? Esta é a meta milenar do escravismo para sua permanente manutenção. Embaralhar as consciências negras contra consciências brancas, as vermelhas contra azuis, contra amarelos, contra verdes e, todos os arco- iris contra todos os arco- iris.

Mentem e conspiram como respiram. Guerras dão muito lucro. Guerras ao pensamento humano, guerras à qualquer percepção de humanidade pacífica e anti-escravagista. Guerras ao pensamento que eles desmontaram e remodelam sempre em reprogramas de aperfeiçoadas guerras ancestrais para nossa lucrativa estupidificada exploração. Os banqueiros no topo da pirâmide do mundo administram a escassez planejada de tudo (os verdadeiros terroristas), protegidos por seus exércitos (sempre) mercenários, financiam (sempre) ambas as partes "guerreiras", é o seu bélico negócio. Auferem o lucro em empréstimos para "construções" de suas novas futuras demolições.
"O pássaro manso no dedo do negociante cantava sem parecer se importar com o movimento da feira onde estava sendo exibido. Depois vim a saber que o pássaro não era manso, fora cegado pelo homem que o vendia."
Não nos conscientizamos dos programas embutidos para ficarmos permanentemente cegos de ego e ódio contra tudo e contra todos. Desorientados, apavorados com nossa implantada e nutrida pseudo incapacidade de assumirmos o controle sobre nossas próprias vidas, não vemos os cordões que nos atam às mãos dos manipuladores de nosso subconsciente administrando nossa inconsciência e infantilismo em religioso escravismo.
Você já ouviu falar do campo de concentração brasileiro? http://infinitoaldoluiz.blogspot.com/2010/08/trilhos-do-campo-de-concentracao-no.html
Sou grato.

Pata Negra disse...

Felizes os que não se organizam em nada e que procuram a harmonia nas organizações!
Um abraço fora do espectro