sábado, 30 de abril de 2011

The Royal Wedding


Ontem 29 de Abril de 2011 ocorreu o casamento real britânico do futuro rei, William e Kate.
Fenómeno de grande impacto mediático, transversal nas sociedades globais. Toda a cobertura mediática foi ao encontro voraz da procura da história de sonho dos príncipes encantados, um verdadeiro fenómeno planetário.

Desde que se nasce, ouvem-se as histórias de príncipes encantados nos seus cavalos brancos e com as suas espadas reluzentes matam o monstro, salvam a princesa da masmorra e no final casam-se e vivem felizes para sempre.
Isto cria um imaginário na mente das pessoas de fantasia, de tudo muito bom e de coisas muito bonitas.
No evento de ontem, tudo isto foi muito bem encenado e dessa forma alimentou as almas de quase um terço da humanidade viva. De facto, é algo de não somenos importância.
O casal é jovem e bem parecido, são ponderados e até transmitem alguma humildade, daí conseguirem transmitir uma imagem que passa muito bem à pessoa comum. A pessoa comum deixa de pensar por uns momentos que não é lixo descartável, assumindo-se por breves instantes como parte integrante de um conto de fadas.

Neste mundo farto em contrastes entre a carência e a abundância, sempre foi assim desde que instituímos o dinheiro e o status.
Na linha do velho clássico argumento, enquanto uns morrem de fome e de doenças facilmente curáveis outros têm a capacidade de ornamentar ruas e abadias com toneladas de flores.
Desde que se passou a contar os séculos, vamos no XXI, é este o nosso estado evolutivo. Nem melhor ou pior, é o que é.

Tais eventos são importantes para não deixar milhões de almas vazias, tal como o euromilhões e as lotarias, para que dessa forma, nutra na psicologia profunda uma espécie de esperança, de uma vida melhor, o sonho...

Em baixo o vídeo criado pelos geniais marketeiros da T-Mobile, aproveitando a excitação do casamento real, fizeram uma simulação do evento muito bem conseguida.

3 comentários:

Diogo disse...

Algo me diz que no vídeo dos T-Mobile algo fugiu ao protocolo.

Red Eagle disse...

O video até está com alguma piada...

Saudações Chaladas

Clitórix disse...

Salvé!!! Viva o Rei!!
Doravante os tablóides vão-se vender mais, pois tal será o putedo e cornos por terras de sua majestade (não minha, fodasse!!)!!!!