segunda-feira, 21 de abril de 2008

Animal Políticus

A sobrevivência desta espécie, tal como as leis de Darwin, mostram que só o mais apto e o mais forte sobrevivem. Neste caso específico as características dominantes são: a traição, a capacidade de mentir com convicção, a manipulação, o agreement, a conspiração, a luta pelo poder, o simplesmente estar debaixo dos holofotes, a permanente tentativa de diminuir os adversários externos e internos, a balonização de seus próprios egos e outras...
São estas as características de quem governa nos ditos países ocidentais modernos e democráticos. Quem não for letrado nestas áreas não chega a líder de qualquer partido político, pois, para chegar a número um tem que passar por várias escolas, fazer escolhas e os compromissos certos.
Portanto meus caros leitores numa das mais nobres artes - como já ouvi dizer - a sobrevivência e a ascensão desta espécie animal depende em muito em ter na raíz da personalidade as virtudes acima descritas.
Que não haja ilusões. Iremos, ainda por muito tempo ser governados por pessoas em que; o bem estar social, a honestidade, o respeito e a justiça serão questões secundárias a menos que entre no campo de interesse momentâneo do político quer seja para ganhar vantagem quer seja através da repetição mostrar que é mesmo um salvador vindo dos céus.
Normalmente têm hordas de gente que os apoia e quando chegam lá têm que distribuir o milho (tachos, lugares ao sol, etc.) para os alimentar e manter no seu círculo de apoio. Muitos dos que apoiam e elogiam nem gostam da figura mas mantêm o seu apoio para terem a sua fatia do bolo. Como também o líder despreza alguns dos seus seguidores mas precisando o apoio de todos, não têm problema nenhum em lhes atirar o milho de que precisam. A questão dos que o ajudam e financiam a sua ascensão é também muito importante, condicionando sempre a sua governação.
Na política o que hoje é mentira, amanhã é verdade e vice-versa. O amigo de hoje, é o inimigo de amanhã e vice-versa. A capacidade de engolir sapos vivos é outra das características dominantes, tudo sempre com o nobre objectivo de chegar ou manter o poder.
A escola que têm que ter, a manha, a ratice (termo popular que exprime na globalidade este tipo de personalidade) vai ao longo do tempo apurando e refinando a técnica de cada um. Aquele que tiver a capacidade de mostrar que é o mais verdadeiro, mais honesto e mais convicto será um vencedor.
Esta frase de Bob Marley é simplesmente genial - "Há pessoas que amam o poder, e outras que tem o poder de amar". Dá muito que pensar.
A democracia não é perfeita, mas, a natureza humana é que a subverte por completo.
A "teoria dos jogos é um ramo da matemática aplicada que estuda situações estratégicas onde jogadores escolhem diferentes acções na tentativa de melhorar seu retorno" (in wikipédia).

5 comentários:

poesianopopular disse...

Car�ssimo Zorze
Salvaguardando algumas exep�es,a descri�o � perfeita!
Abra�o
Manang�o

Belcrivelli disse...

Adorei sua postagem!
Parabéns pelo blog! Vejo que você tem ótimas idéias!
Passarei por aqui mais vezes.

Ferroadas disse...

A descrição está perfeita. Nesta "democracia" só os trafulhas sobrevivem.

Abraço

Diogo disse...

É por isso, caro Zorze, que devemos fazer força em direcção a Democacia Directa que a Internet promete. O poder de falarmos directamente uns com os outros, sem passar pelos políticos e pelos media, os dois controlados pelo grande dinheiro.

Eu e você temos de ser deputados desta cidade, desta região, deste continente e deste mundo.

Soontir Fel disse...

Hum... Democarcia, onde é que eu já ouvi isso...?
AH, já me recordo, nesse grande tomo do esotérico que é "Dicionário Enciclopédico de Mitos e Lendas de Todo o Mundo", do Prof. José Sócrates, em que ele mencionava que a democracia é um ser muito difícil de ser visto mas fácil de capturar e controlar, bastando para o efeito possuir uma armadilha especial (que se chama Maioria Absoluta, creio) e ignorar todos os seus apelos de libertação.
Segundo ele, assim se consegue tudo do bicho que, depois de usado, violentado, (estuprado, para a D. Silvia) e brutalizado pode ser reaproveitado pelo caçador seguinte.
Ai, estas criaturas mitológicas...
Um abraço do teu amigo Mito.