quinta-feira, 21 de maio de 2009

Against All Odds


Muito provavelmente ontem devo ter dado uma porrada muito forte no pé esquerdo sem ter reparado. Pois no final da tarde de ontem e durante o dia de hoje, sentia uma forte dor no dedo pequenino do pé esquerdo. Cheguei mesmo a coxear.
Algures entre ontem e hoje, pensei, focalizei e mentalmente previ a cura, assim coisa tipo um décimo de segundo. Apesar de ainda estar um pouco vermelhito já está bom. De facto a mente controla o corpo.

Tudo é possível!

Reforça a ideia, no dia usual, daqueles que ninguém liga, o Universo alinhou tremendas energias um pouco em conluio comigo. E contra todas as probabilidades, o dia de hoje, foi um chuveiro de coisas boas.
Estas questões, do bom e do mal, entram no campo da subjectividade. E logo são uma questão de interpretação e relativização de situações do arco-da-velha.
O Universo esteve todo alinhado comigo, permitam-me o egoísmo e as trapaças do ego, mas foi.
Temos a nossa quota-parte de responsabilidade. Pois nós somos o Universo e ele é composto pelas nossas minúsculas somas. Somos todos um. Incluo, o meu caro leitor.
Você é importante, mesmo que não se ache. O facto de você existir comprova a sua importância.
E nunca se esqueça, após dias maus, vem a bonança. A probabilidade tendencialmente equilibra-se. São coisas que eu sei.

Há dias que se arrebata.

Poderia deixar aqui uma quantas charadas. Acredite não existem regras e normas pré-estabelecidas, mesmo que você esteja preso a um qualquer tipo de grupo, qual, coleira consciencial que domina a sua vida e agenda também.
Liberdade é difícil. Muito difícil...
Hoje foi hoje, amanhã serão mais 350 milhões de probabilidades de algo acontecer. Não importa a classificação dos bichos humanos que será bom ou mau. Eu tenho os meus critérios e ajusto-os todos os dias conforme a minha capacidade de entendimento.

E você é livre?
Seja sincero...

E os erros que cometemos em tempos que achava-mos que estávamos certos?
Questões que analisaremos mais tarde e a fuga é um adiamento que já está marcado numa agenda.

E, mesmo assim, contra todas as probabilidades...

7 comentários:

mugabe disse...

Pois é Zorze,..eu acho as probabilidades.....assim como,...o mundo é perigoso !!!!

Abraço

Ana Camarra disse...

Zorze

Eu quando me aconteceu isso ao pé foi por causa da mania de andar descalça bati com o tal dedinho e partiu.
A partir daí compro sapatos um nº acima...
Ainda bem que tiveste uma chuva de coisas boas, é optimo, fico feliz por ti.
Quanto ás Liberdades, importante é a Liberdade dentro de nós, estamos presos por muitas coisas, mas aprendi que sou responsavél apenas e só por mim, tudo o resto é acessório.
Sou responsavél pelos meus filhos até um certo ponto.
È claro, tu sabes, que assumo milhentas responsabilidades, mas porque quero!
Sempre fui assim, acho que já não mudo, nem quero.

beijos

Diogo disse...

«Pois nós somos o Universo e ele é composto pelas nossas minúsculas somas. Somos todos um. Incluo, o meu caro leitor.»

Zorze, vi há bocado no canal Odisseia um cardume de peixes enormes de boca aberta a engolir milhões de outros peixitos recém-nascidos. Que somos nós?

Abraço

Marreta disse...

Livre não sou, mas à custa de muito pensamento e focalização hei-de lá chegar. Against all odds.

Saudações do Marreta.

5 disse...

Bem Haja meu irmão!

Pata Negra disse...

Phil Collins?! Mais Génesis! Sim a mente controla, mas se no lugar da dor tivesses perdido o pé eu queria ver se ele te apareceria no dia seguinte!
Isto sou eu a reinar, porque lá no fundo, sou um cliente habitual do Extra físico

Susana Garcia disse...

ainda bem amigo Zorze que tás melhor do dedo,e que preves assim logo a cura para todos os males,era bom se toda a gente conseguisse prever a cura para tudo mas é complicado,ok é tudo culpa das energias.
Ainda bem que te aconteceram só coisas boas,e que continue a ser assim.Continua com as tuas boas energias em alta.
beijinhos