sábado, 2 de agosto de 2008

Roberto Carlos, o Rei

No seguimento de outro post sobre Cazuza, hoje trago Roberto Carlos - o Rei, ou, The King. Seguirão outros neste espaço virtual.
Seu timbre, sua musicalidade é fantástica. Parece que canta falando. Existe quem estuda muitos anos e não consegue chegar ao seu nível. Não é para quem quer só para quem pode. O Rei joga apenas a sua naturalidade. Genética misturada com uma percentagem de índio dá uma cor à sua voz quase mágica.
Aí está o verdadeiro artista, o Rei.


O primeiro vídeo é de 1968, ainda estava no Extrafísico, ou, na linguagem de senso comum no colhanito... bem. É sobre quem se apaixona pela namorada do amigo, por isso, é que existe por aí muitos Cabeças de Vila Franca.

Em meados dos anos 70, que tudo vá para o inferno. Ainda hoje apetece dizer isso.


A seguir para os Amigos, com A grande.


Um dos seus maiores êxitos, Emoções.


A seguir dedicada às mulheres. Que são lindas e maravilhosas. Coisa bonita.

E claro para finalizar não podia deixar de trazer até aqui o clássico - Jesus Cristo.


Faltam muitas mais, mas é assim a vida.

12 comentários:

mugabe disse...

Amigo Zorze...tem piada que não gosto muito das actuais músicas de Roberto Carlos,...mas claro que continua a ser um grande astro no Brasil! Das antigas era um fan apaixonado,...A namoradinha dum amigo meu, O calhambeque pi,pi Garota de Ipanema e tantas outras, todas pelos vistos com o meu amigo ainda no colhanito ahahahahahahahah

Agora, apesar de tudo, ainda o Gil, o Caetano e a Maria Rita,...embora para mim, não chegue aos calcanhares da mãe....muito longe disso. Abraço!

Ana Camarra disse...

Zorze


Estou como o Mugabe, existe, para mim muito melhor na música brasileira.
Como gaja a perspectiva de ter Chico Buarque, Caetano, Milton ou Gil a cantar-me ao ouvido fazia-me derreter muito mais depressa...

Também as vozes femininas muito boas, a Maria Rita claro, Gal, Betania e algumas novas muito boas (Adriana Calcacanhoto, por exemplo) e sempre, sempre Elis Regina.
Depois o resto, bossa nova, Tom Jobim, Vinicius...
Tudo melhor que Roberto Carlos, embora ache piada a uma músca ou outra, não comprava nenhum disco nem ia a nenhum espectaculo...

Em 1968 eu já era nascida, tinha um ano (dependendo do mês), mas não digas que andavas no colhanito...só sabes passar dai para o Extrafisico.
Mesmo coisa de Camarro....
Diz que andavas nas alfaces....
Eu já comia pão com codea, talvez..só tive dentes com um ano...


Beijocas

(Mugabe ainda estamos zangados?....)

Diogo disse...

Confesso, Zorze, que este trovador nunca foi do meu agrado. Mas sei que marcou uma época.

Abraço

poesianopopular disse...

Zorze
Eu já fui vidrado em Roberto Carlos, vou confessar-te porquê:-é que na minha juventude fui vocalista dum conjunto durante cinco anos, de maneira que cantava tudo isto, cheguamos a actuar nos cacilheiros que ao domingo faziam passeios fluviais pelo "Tejo"
abraço

Ana Camarra disse...

Zorze

Lembrei-me de outra versão

"Quero que você
me dê seu agasalho
e que tudo mais
vá para o .....trabalho!"

Versão Liceu Nacional dos Casquilhos anos 80!

beijocas

SENSEI disse...

FESTA DO AVANTE, SÁBADO DIA 06 DE SETEMBRO NO PAVILHÃO DO ALENTEJO PELAS 20:00H
JANTAR BLOGOSFÉRICO DOS DINOSSAUROS DO FUTURO.

EU ESTAREI, SEGURAMENTE QUE COM MUITOS MAIS E, MAIS SERÃO OS QUE A NÓS SE JUNTARÃO.

Silvia Salazar disse...

Eu acho que não devemos fazer comparações quando diz a respeito da musica pq cada qual com seu estilo,qualidade,diferenças e criatividades. O Roberto Carlos tem de tudo um pouco,como: qualidade,estilo,naturalidade,madureza e expressa-se muito bem atraves de suas musicas, por isso, e considerado O REI da musica brasileira. Estar no topo de muitas gerações que se manter em um nivel sempre elevado atraves da sua incrivel capacidade musical. Gosto do Caetano,Cazuza,Maria betânia e outros mais o Roberto Carlos e especial e muito querido.Alem de gostar das musicas eu tenho uma grande admiração pela qualidade de pessoa que es. Adoro te meu Rei.

mugabe disse...

Claro que há pouco, me esqueci do verdadeiro REI...Chico Buarque, nada há a fazer, com aquela qualidade!! mas o leque é muito diversificado,...experimentem Guilherme Arantes, menos conhecido e o Kid Abelha acústico, também oiço o da Vila!

(Ana é claro que não estamos zangados)

Ana Camarra disse...

Mugabe


Ainda bem....
Vai lá ao estaminé...
Pur favore...é só dizer oi estou aqui...
Até já fiz um post chamado Pessoal e Transmissivél em que falava de ti caramba...

Zorze desculpa lá estar a ocupar o teu espaço para trocar recados com o mugabe

beijinhos

ferroadas disse...

Não percebo nada (mesmo nada) de música, aliás foi coisa para a qual nunca estive virado, talvez também porque o tempo não era muito para a ouvir e apreciar (comecei a trabalhar muito cedo e a estudar de noite) por isso o tempo mal dava para descansar, sou, como dizia o Soeiro Pereira Gomes "um homem que nunca foi menino" para mais trabalhava-se aos sábados todo o dia só se "descansava" aos domingos e mesmo esses, muitos deles, tinha de ajudar o velhote a amealhar mais uns cobres. Mas isso é outra história.

De qualquer maneira dá-me a sensação que este Roberto Carlos é cantor de regime, ou seja dá-se bem com todos e quando assim é.....

Abraço

olivar disse...

Confesso q não estou muito familiarizado com tal cantor, nem com outros da R. Federativa de Brasil, pois são duma cultura completamente diferente da de Portugal e resto da Europa, no entanto há q salientar q pertence a um geração mais genuina, no respeitante á musica sul-americana.

SENSEI disse...

Para o que lhe havia de dar!

Ouss