segunda-feira, 31 de março de 2008

Projecção Extrafísica: Quem ele é ?

Já à algum tempo que não tinha uma Projecção da Consciência. Na madrugada de hoje voltei a ter mais uma com bons níveis de lucidez. Quando já tinha a obrigação de ter algum controle do processo quando tenho tantas ferramentas teóricas/mentalsomáticas. Mas - a desculpa de sempre - a preguiça, o stress do dia-a-dia que nos distrai para a nossa verdadeira essência, enfim.
º
Foi uma noite mal dormida, talvez, derivado ao jet-lag do fim-de-semana. Adormecia um pouquito e acordava, repetitivamente, até que por volta das 4H30 sinto no meu corpo físico uma energia forte e rápida que percorre o meu corpo (energia vibracional que nos faz entrar noutras frequências dimensionais e proporciona a Projecção) patrocinada por uma consciência extrafísica.
O meu psicossoma (espírito) sai com alguma facilidade e logo tento sair do meu quarto através da janela. O cortinado e estore (condicionalismos físicos que levamos sub-conscientemente para este estado) foram desta vez relativamente fáceis de ultrapassar, já me vou habituando. Salto para a minha praceta e fico a pairar aí a uns 2 metros do chão e antes de ir para o Parque da Cidade procuro onde o meu carro está estacionado - truque que uso para ajudar a aumentar o percentual de lucidez. E então lanço-me sobre o Parque, desde que moro nesta casa, sempre que tenho a oportunidade de sair com lucidez vou sempre pelo Parque, por puro prazer. Na zona da entrada atingo uma altitude de 7/8 metros e depois faço um vôo rasante pela relva e observo o laguinho com os patos e cisnes, alguns acordam, sentem qualquer coisa, chego às vezes a sentir o vento na tromba, para-tromba. Vou ter sempre à avenida principal da minha cidade olho as luzes das montras, vejo um ou outro carro a passar. Depois pensei em entrar num apartamento ao acaso para espiolhar (é o nosso macaco-louco que está dentro de nós), e logo, que tenho este pensamento vou parar a uma casa junto ao mar, pareceu-me ali para os lados de Setúbal, Serra da Arrábida, mas estava muito escuro.
º
A lucidez aqui era mais baixa, entrei na casa, tinha as luzes acesas e senti que estava ali para limpar as energias (talvez algum mini-briefing que me tinham dado), o ambiente estava tenso e senti presença de pessoas físicas mas não cheguei a vê-las. E nisto, para mim passados alguns segundos, volto para meu quarto. Provávelmente falhei o que tinha de fazer, ou, se calhar os Amparadores aproveitarem a minha energia mais densa para resolver a situação.
º
Estou no meu quarto a pairar já com uma lucidez muito maior e entro de repente numa espécie de tubo a uma velocidade estonteante. Observo as luzes das paredes do dito tubo, variados tons de azul ( tipo néons) a uma velocidade incrível, e reparo que no fim do tubo - quando começo a abrandar - tem uma base metálica com formas geométricas perfeitamente encaixadas. Quando chego à base fico pairando uns segundos e então parece que se liga um mecanismo e aquilo começa a rodar a uma velocidade brutal e eu também. Estando mesmo no centro e a minha cintura parecendo o eixo de rotação. Deixei-me ir nesse movimento rotativo, sentia que fazia bem. Parecia uma máquina de lavar a roupa mas na horizontal.
Quando pára o movimento centrífugo reparo que estavam lá duas crianças à volta dos 11/12 anos, gémeos, iguaizinhos e nisto abre-se uma porta. Saio e estou num laboratório vejo um fulano com bata branca a andar para aqui e para lá. Noto que ele não sente a minha presença.
º
Volto para meu quarto e todos os meus veículos conscienciais coincidem, abro os olhos (aqui já acordado mas ainda num estado letárgico) e começo a ver do lado direito em cima em relação à minha posição deitado na cama (às minhas 2H/3H mas em cima) rostos mas a preto e branco, senti que alguns me vieram ver/conhecer e o último foi, penso eu, uma amparadora minha (já tinha sentido essa presença energética). Nesse rosto - já estava no plano físico e não projectivo - vi o sorriso fratenalista, vi o piscar os olhos de uma forma nítida. Comecei-me a mexer aos poucos e levantei-me de novo. Eram para aí 5 e qualquer coisa. Em termos físicos decorreram 30/40 minutos, mas, extrafísicamente muito mais tempo. A lucidez teve altos e baixos mas média foi bastante elevada.
º
O significado, se é , que tem de haver algum significado, fica só para mim. Claro que não contei tudo...

domingo, 23 de março de 2008

Zeitgeist, o Filme

Zeitgeist é um termo alemão, que se traduz como espírito do tempo, também podendo se utilizar do termo em português para denominá-lo. O Zeitgeist significa, em suma, o nível de avanço intelectual e cultural do mundo, em uma época (in Wikipédia).

Este vídeo foi me enviado pelo meu amigo Engenheiro Bruno (este é Engenheiro a sério), vídeo que é muito interessante. Tem cerca de 2 horas. Portanto veja só quando conseguir um tempo para o ver como deve de ser. Advirto, como sempre, que não se deve sacralizar tudo o que se vê e ouve. O nosso espírito crítico tem que estar sempre presente. E devemos sempre duvidar de tudo o que nos é apresentado. É um filme-documentário para nós reflectirmos. Em baixo o texto que recebi via email.

" Espírito do tempo não foi premiado pela Academia, mas tem invadido o planeta como uma onda gigante. Zeitgeist unirá, espectadores de todo o mundo numa atitude crítica em relação a verdades, até agora (quase) inquestionáveis

O
filme foi escrito, realizado e produzido por Peter Joseph (pseudónimo) da GMP LLC e, em duas horas, apresenta, numa trilogia, o Cristianismo, o Terrorismo e a Banca como alguns dos maiores mitos da Humanidade. A fé da maior parte das pessoas, ao longo da história, em Jesus histórico, no inimigo estrangeiro terrorista e nos banqueiros internacionais é questionada. «Será que alguém ainda Acredita que não é escravo da Religião, do Terror e do Dinheiro?»,

Realizado sem fins lucrativos, a película defende a tese de que "Somos todos UM» e que a crença de que estamos separados uns dos outros tem sido uma das principais causas para a ignorância, passividade e alienação da massa, "rebanho" controlado pela elite (religiosa, política e comercial), cuja exploração o filme denuncia.
Elogiado sob o ponto de vista técnico e artístico, o documentário disponibiliza, no seu site, a bibliografia inundando o planeta: foi visto, até Novembro de 2007, por cerca de oito milhões de espectadores. "



Convívios

Desta vez são convívios para ser diferente de jantaradas.
No tempo dos Romanos o Senhor ficava semi-deitado e comia até mais não, com os seus escravos a servirem os seus desejos insanos.
Por lá já passamos, hoje, é diferente. Temos jantares de vários tipos e com diferentes fins. Mas na base o que interessa é a nossa sobrevivência.
O vídeo abaixo é do jantar de natal (Dez. 2007) ali ao pé do Cristo-Rei. Falta o Sr. Tito pois teve quer ir ao Aeroporto. Como se pode reparar, somos os últimos clientes (algo que me acontece com frequência) do estabelecimento comercial. Normalmente é a hora mágica onde se falam as coisas certas - isto sou eu a dizer.

Meu Amigo Escudeiro não te estejas a rir que no jantar de 4 de Abril vou-te apanhar.
Não tendo nada a ver a seguir um vídeo mais internacional, ante ontem num restaurante indiano que abriu recentemente com pessoas de quem muito prezo. Amigos intrafísicos reurbanizados no Novo Mundo.
Ricardo Salazar (irmão de Silvia), o Ricardo de Rio original, George - the global Men - Pais de origem Ucraniana, nascido na Argentina e vida feita nos E.U.A., financeiro de elite (ou como se diz no Brasil, financista) nos Bancos Mundiais. Um verdadeiro Globetrotter da alta finança. Certa vez perguntou-me: - You work in a Bank? E eu disse: - I´m just a banker boy. E ele disse: - Ah, ok. E ficamos devidamente posicionados.
Depois aparece uma conscin da mais alta qualidade (do melhor que eu já vi) Silvia Salazar, nascida em Imperatriz, mas, crescida em São Luiz, capital do Maranhão, Brasil. A seguir Nathalya menina bonita mas muito arisca.
É aqui que vejo como o tempo passa, a última vez que tivemos assim à volta de uma mesa foi em Madrid em Janeiro de 2004, no ano do atentado. Como o tempo passa.

video

A seguir num Bar com a junção de mais duas conscins, uma portuguesa e outra venezuelana (como gosto de dizer Benezuelana).

video

E este já foi à mais tempo, algures, numa noite por aí com outras personagens. Lembro-me agora que foi no dia que jantei com o Tito que se foi embora depois do jantar. Olha o que tu perdeste! Puro assédio Extrafísico.

video

P.S.: Com tanta jantarada e almoçarada não eu de estar gordo. Pois é. Como dizia o nosso amigo TT.

domingo, 16 de março de 2008

Aprender a meditar

Vem em baixo um vídeo longo recomendado pelo meu amigo Sergidious (como nunca te manifestas-te fica assim) sobre a meditação. O vídeo é já um pouco antigo e é narrado em inglês e legendado em brasileiro/português.
Um olá carinhoso para o Brasil daqui de Portugal.
.
Ficam alguns avisos:
- Se é crente em alguma religião, tente-se libertar um pouco.
- Se é crente em alguma ideologia, tente-se libertar um pouco.
- Se não acredita em nada, não se stresse.
.
Tal como tudo não se deve sacralizar ideias e deve-se duvidar sempre. É como a velha expressão - nem 8 nem 80.
Mas sim vermos várias formas de pensamento de mente aberta a outras realidades.
.
O vídeo tem cerca de 45 minutos. Veja só quando tiver um tempinho.
Para os ocidentais, nas primeiras experiências não se recomenda a posição de meditação que aparece no vídeo, pois, as nossas pernocas não estão habituadas. Portanto sentadinho na cadeira é uma boa alternativa. Deitado também dá, só que aí a probabilidade de adormecermos é muito elevada.
.
Veja, ouça e vá com calma.

sexta-feira, 14 de março de 2008

São artistas senhor, são artistas

Carissímos leitores hoje dou a minha vez a dois bloguistas com muito mais talento do que eu. São colegas e amigos da mais alta qualidade.
Vai em baixo links de dois dos melhores artigos que tenho visto na Blogosfera. Do melhor, mas, mesmo do melhor.
São criticas à sociedade e à vida empresarial que temos neste País de brandos costumes, e em que está sempre tudo bem. Pelos menos na aparência.
Leia com calma e devagar de modo a evitar taquicárdias inesperadas.

- Sâo Jorge da Murronhanha, Aborto terapêutico a adultos da linha de Cascais.

- Casa de Gente Doida, A carneirada.

quarta-feira, 12 de março de 2008

Organização

Recordo-me quando era estudante universitário tive no 3ºano uma cadeira que dava pelo nome de Organização e Gestão de Empresas. Havia um professor regente e dois ou três professores prácticos. Nessa altura frequentava as aulas à noite e trabalhava durante o dia. As aulas com o professor regente eram mais teóricas, mais abragentes. Era um pouco incomodativo estar numa sala que dava para cento e tal alunos e estarem presentes menos de meia dúzia de alunos. Chamavam-lhe velho maluco, que, as aulas dele não serviam para nada. Ficava admirado, pois, além de serem as minhas preferidas, ele ensinava - com a sua grande experiência de vida - tanto a parte teórica como práctica da Gestão. Porque é que empresas dão lucros e outras vão à falência, pequenos comércios, de uma maneira fluida, entendível. Foi um dos meus professores preferidos, houve outros, mas este marcou. Quanto às aulas prácticas com os professores júniores enchiam, onde se calcuvam fórmulazinhas e coisinhas do género. Dizia eu que bastava entender a fórmula para introduzi-la no computador. Para quê decorá-las todas - isso é que vai sair nos exames - diziam muito preocupados. A classificação era da seguinte forma: 8 valores para baixo ficava logo chumbado, entre 8 e 12 dava acesso ao exame final, acima de 12 ficava-se dispensado de exame e com a cadeira feita. Talvez, penso eu, o professor regente conseguiu decorar os poucos alunos que frequentavam as suas aulas e resolveu premiá-los. Ainda bem, pois tive 14 e fiquei com a cadeira feita. Pensei na altura, formam-se fornadas de jovens e a maior parte passa ao lado do verdadeiro conteúdo de seus cursos.
º
Isto para chegarmos ao grande problema do nosso País. A Organização.
Trabalhamos mais horas e produzimos menos que os nossos congéneres europeus. Na empresa onde trabalho vejo e percebo como isso acontece. A desorganização começa de cima, dando logo o exemplo, e depois desce por aí abaixo. Atenção que existem excepções, mas em termos médios, o português é um verdadeiro artista a mostrar que trabalha muito não trabalhando nada. Quem é que não tem nas suas empresas, colegas que andam sempre com um papel na mão muito atarefados e que no fim do dia se formos ver não há nada de palpável no seu dia de trabalho. E depois têm que fazer horas extras para mostrarem que trabalham muito e ficam até muito tarde. Normalmente andam sempre ao pé dos chefes - são os trabalhadores sabujos.
A desorganização compromete o desenvolvimento de um País, aumenta as desigualdades sociais, deixa a corrupção circular livremente. Veja-se que temos os ordenados mais baixos da europa ocidental e os maiores nos gestores de topo.
º
Daí chegamos aos sistemas de avaliação. O português, que organização não é característica dominante da sua genética vai avaliar outros. Se ele mal sabe o que anda a fazer que capacidade tem para avaliar?
Quanto aos professores ainda mais se difícil se torna, pois, não têm uma presença hierárquica permanente. Como é que vão avaliá-los? Com duas ou três entrevistas? Com a taxa de sucesso dos seus alunos? E se apanhar uma turma com mais dificuldades de aprendizagem?
Sou da opinião que deve haver avaliações mas com métodos claros, quantitativos orientados para as respectivas áreas profissionais. Não se deslumbrarem com sistemas informáticos de avaliação de recursos humanos e misturarem tudo. Escolas e hospitais não são empresas cujo o primeiro objectivo não deveria ser o lucro.
º
Portanto e continuo sempre a bater na mesma tecla - posso estar errado. O português ou qualquer outro integrado num sistema organizado é tão produtivo como os nacionais dos países desenvolvidos. Foco principalmente os países nórdicos - Noruega, Suécia, Filândia e Dinamarca. Países produtivos, mas, em que o Estado tem uma relevância efectiva nas suas funções sociais.
º
Em conversa com o colega e amigo Olivar, sugeria-me a composição perfeita para um estabelecimento comercial, que só em Portugal poderia ser considerado competente. Seria a verdadeira Casa dos Horrores.
Zeca Diabo, homem de má tempêra (já reformado à muitos anos), como gerente. O Cabeça de Vila Franca como sub-gerente, como admnistrativa principal a Piscinas, ela é mariposa, bruços, costas sempre com um papel na mão e muito stressada.

segunda-feira, 10 de março de 2008

Rei ou Presidente da República ?

Bastou dez minutos de Prós e Contras de hoje para entender a discussão que lá se fazia. Podem dizer que é uma discussão muito intelectual, muito importante para o País, qual o regime que deveria vingar. Para muitos é uma discussão muito importante, para mim são Peanuts.
O que é preciso são pessoas com sentido ético para governar outros escolhidos por todos.
º
Claro que isto é pura ficção, pois, a natureza humana, é contrária a esse aspecto. No jornal Público de hoje vem uma frase de Oscar Wilde que se encaixa na perfeição:
- Os bons acabarão por ser felizes e os maus a serem infelizes, por isso, é que existe a ficção.
º
Não havia mais nada para discutir, hoje, arranjaram este tema, porquê? Cheira a manobra de distracção.
Ter de um lado Republicanos e do outro Monárquicos, sabemos, que é uma discussão que tende para o infinito. Ou seja, não sai nada de concreto.
º
Foi engraçado de ver Paulo Teixeira Pinto antigo Presidente do BCP (já se pode dizer assim) representante da Causa Real- de qual é Presidente - a falar assim. Um dos mais recentes pensionistas deste Reino. O qual já tive o prazer de me cruzar intrafísicamente num almoço à alguns anos ali para os lados dos Restauradores, era na altura um ambicioso Secretário de Estado de não sei o quê. Tem a capacidade incrível de falar sem quase mexer os músculos da face. Para mim ainda é um jovem. Para mim é um representante júnior de clube (como eu chamo a entidades, grupos, organizações de poderes). A seu lado o Arq. Ribeiro Telles, que por ele não haveria - e está certo - Fogueteiros e Corroios ou Barcarenas e Tercenas. Do outro lado António Reis da Loja do Grande Oriente Lusitano, outro clube. E Medeiros Ferreira com seu olhar característico - um olho a ver e outro a estudar.
Os Monárquicos davam os exemplos das Monarquias de países desenvolvidos do norte da Europa e as Repúblicas ditatoriais sub-desenvolvidas. Por outro lado os Repúblicanos davam os exemplos das Monarquias absolutistas e doentias de países do Médio-Oriente e África e mostravam países desenvolvidos Repúblicanos. Portanto, tal como disse, é uma discussão que tende para o infinito.
º
Como dizia Pacheco Pereira - Essa não é a questão essencial.
º
Tanto na Monarquia como na República o nosso Portugal sempre foi miserável. Portanto não é uma questão de regime, mas, sim da mentalidade dominante do nosso País. Não é o regime, são as pessoas, o tal sentido ético que - infelizmente - ainda é contrário à natureza humana, no patamar evolutivo em que nos encontramos.
º
Por isso uso a expressão da tal amiga do norte, com todo o respeito, é claro.
- Ide-vos Foder. Fodei-vos.

sexta-feira, 7 de março de 2008

Projecção Extrafísica

Este é um artigo introdutório sobre o tema Projecções Extrafísicas à muito prometido. Em primeiro lugar comecemos com a definição acerca do tema, para estudo mais aprofundado ver IPPC que também está na coluna ao lado nos sítios interessantes:

Projeciologia: (Latim: projectio, projecção; Grego: logos, tratado) - Ramo, subcampo, ou especialidade da ciência Conscienciologia, que estuda as projecções energéticas da consciência e as projecções da própria consciência para fora do corpo humano, ou seja, das acções da consciência operando fora do estado de restringimento físico do cérebro e do corpo biológico. Além da experiência fora do corpo propriamente dita, a Projecciologia também investiga dezenas de fenómenos projecciológicos correlatos tais como: bilocação, clarividência, experiência de quase-morte, precognição, retrocognição, telepatia e muitos outros. A Projecciologia constitui uma parte prática da Conscienciologia.

Fenómeno que se estima que cerca de 1% da população mundial experimentou pelo menos uma vez, e isto, já são, mais ou menos, 6 milhões de pessoas.
Um dos assuntos estudados é o seu Paradigma Consciencial que aborda algumas áreas fulcrais (que se discutirão aos poucos neste Blog), são:
Holossomática, Bioenergética, Multidimensionalidade, Serialidade,Universalismo, Auto-experimentação.

Quanto a mim, quando tinha 15 anos intrafísicos, certa vez senti-me a subir ou levitar alcançando o tecto do meu quarto completamente consciente não sabendo na altura o que se estava a passar. A partir daí sempre procurei informação acerca de tal fenómeno, nem imaginando tudo o que daí advinha. Anos mais tarde encontro esta Instituição fundada pelo Prof. Waldo Vieira que em Portugal ainda dava os primeiros passos com a informação mais coerente e despegada de crenças, ritualismos, religiosidades e afins. Em baixo uma entrevista incompleta do fundador de há muitos anos.




Aqui uma definição mais Universalista:

"Sair do corpo humano, com lucidez, é a mais preciosa e prática fonte de esclarecimentos e informações prioritárias acerca dos mais importantes problemas da vida, elucidando-nos sobre quem somos, de onde viemos e para onde vamos." (Waldo Vieira, Nossa Evolução, 1997).

Em baixo outro vídeo de uma das inúmeras aulas do Prof. Waldo Vieira no Campus CEAEC na Foz de Iguaçu, Brasil.



Por isso é sempre difícil falar deste fenómeno, só quem já viveu a experiência é que pode compreender. E você se não vivenciou aguarde, porque, mais tarde ou mais cedo a irá experimentar e depois aí falamos.

terça-feira, 4 de março de 2008

Arrumadela

Não tendo capacidade para mais. Tem que ser devagarinho.
Hoje faço uma "arrumada" no Blog.
º
Blogs Amigos, Poesia no Popular e Um Homem das Cidades ficam neste grupo. Depois há outros Blogs que eu acho interessante visitarem. E claro os sites obrigatórios de visita.
º
Depois do meu enésimo Whiska (assim é que está bem escrito) - néctar dos Deuses, alimento para a alma e meio para desrreprimir o cérebro das incoerências gritantes dos habitantes deste Planeta - decidi, em Conselho Superior Inter-Galáctico escrever este post.
Agora já tem um Planeta na coluna da direita em baixo a rodar e a mostrar de aonde vêm.
º
Digo, em boa verdade, ao Papiscuds para se desvincular das consciex's mais negativas para não atacar o Soontir Fel. Conscin´s que estão no meu mental-soma por suas qualidades conscienciais. Deixando esta parte um pouco "maricon", anuncio que o próximo post vai ser sobre Projecções Extrafísicas. Irei fazer um post introdutório e depois de memória irei relatar algumas das minhas Projecções mais marcantes.
º
Falta o ...